O Carnaval de Salvador

Carnaval de Salvador é único, a maior festa popular do mundo!

Quase dois milhões de pessoas do Brasil, e  diversos lugares do mundo por dia, atrás  de mais 100 trios elétricos em três percursos, que juntos somam mais de dez quilômetros. Adicione  tudo isso a quase mil horas de música, animação, irreverência, diversidade, desfile de blocos afros, e apresentações de variadas matrizes culturais. É essa mistura de pessoas, ritmos, atrações e alegria, aliada a uma estrutura planejada, que faz do Carnaval de Salvador um evento único e a maior festa de rua do planeta.

A festa na capital baiana, tem a mesma origem dos carnavais em todo o país, que adotaram o modelo europeu, mas começou a ganhar notoriedade em 1950, quando os amigos Adolfo Antônio do Nascimento (Dodô) e Osmar Macedo, saíram às ruas, com a famosa Fobica,um velho ford do ano de 1929 que resolveram restaurar e decoraram com alto-falantes, confetes e duas placas em compensado no formato de violão com uma logomarca com os dizeres: Dupla Elétrica!
Alguns anos depois, o carro deu lugar ao trio elétrico. A iniciativa dos amigos ganhou força uma década depois, em 1960, ano em que a prefeitura de Salvador lançou concursos de trios elétricos, alavancando o número de novos participantes na festa, que consagrou o evento como catalisador de diversas influências culturais da Bahia, tornando o trio elétrico, uma tradição na festa soteropolitana.

Ao longos dos anos, porém, o Carnaval de Salvador passou por diversos momentos marcantes e mudanças. Da força que a festa ganhou a partir de 1970, período em que os cantores baianos começaram a compor especialmente para a festa, com o surgimento 10 anos depois, da axé music; do fenômeno da pipoca à explosão dos blocos de corda, e assim, a evolução do carnaval. Em 1990 a criação dos camarotes como lugar mais seguro, em 2000, com o recente retorno de muitas atrações sem corda, uma alusão ao inicio do carnaval, segue o atual modelo, que se estende nos percursos da festa. Uma coisa não se pode negar: o Carnaval de Salvador não perde o seu brilho e nem a sua força!

A cada ano, uma nova e rica história. O presidente do Conselho Municipal do Carnaval (Comcar), Pedro Costa, destaca o aspecto singular da festa, de mudar a cada ano e de sempre dialogar com o contexto sócio-cultural do momento. “Como é uma festa que quem dá a tônica são as pessoas, o Carnaval muda muito de um ano para o outro. E esse elemento surpresa é extremamente importante para uma configuração rica e original a cada edição”, afirma.

Para o ano de 2019, o COMCAR já divulgou uma lista provisória de atrações, por ordem, para cada circuito. A Prefeitura Municipal de Salvador (PMS), pode, contudo, incluir até uma semana antes as novas atrações e definir a grade de atrações independentes. Até o momento, no entanto, artistas baianos mais conhecidos do público já anunciaram a sua presença no evento, um marco no calendário baiano.

Claudia Leitte, Daniela Mercury, Ivete Sangalo, Chiclete com Banana, Banda Eva, Timbalada e Saulo, já garantiram suas participações à frente dos trios elétricos em 2019. Além de alguns dos nomes mais conhecidos da axé music, o público que vai tomar as ruas dos circuitos da festa, principalmente do Centro Histórico, também poderão assistir aos desfiles dos grupos de samba e dos blocos afros e afoxés, responsáveis pelo espetáculo de cores, sonoridade e tradição.

Diversidade – Como a democracia e diversidade são marcas do Carnaval de Salvador, o público também tem todos os anos a seu dispor outros estilos musicais, circuitos alternativos e festas voltadas para as crianças. O palco do Rock, que em 2018 brindou os fãs do ritmo com quatro dias de muita música nos Coqueirais de Piatã, ainda não teve sua programação anunciada, mas já foi confirmado pelo Comcar, assim como os palcos do samba, reggae e hip hop.

Já aqueles que pretendem se divertir sem se deslocar para os circuitos tradicionais (Barra/ Ondina, Campo Grande e Pelourinho), a festa também é levada até os bairros. Embora ainda não tenha sido anunciada a programação para os bairros em 2019, a festa está garantida em Itapuã, Boca do Rio, Plataforma, Periperi, Liberdade e Cajazeiras. Já para as crianças, terá muita música, dança e diversão em um espaço somente delas, no Campo Grande.

A expectativa para o Carnaval de Salvador 2019 é grande. E não é para menos. A festa da próxima edição, realizada de 28 de fevereiro a 6 de março, será inevitavelmente comparada à de 2018, ano em que o número de pessoas nas ruas aumentou em 20% em relação ao mesmo período anterior e quando os foliões puderam curtir e elogiar o fortalecimento das atrações independentes, a famosa, pulsante e divertida “pipoca”.